O planejamento urbano é uma ferramenta utilizada para que as cidades possam assegurar a melhoria da qualidade de vida da população. Realizado através da produção, estruturação e apropriação do espaço público, sendo fruto desse processo de planejamento a criação de planos setoriais de gestão de resíduos sólidos, saneamento, habitação, mobilidade urbana, etc.

Nesse sentido, a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob ou PMU) é um importante marco no processo de planejamento e gestão urbana, cujo objetivo é abordar de maneira geral e integrada a problemática de todos os deslocamentos de pessoas e cargas de uma cidade, assim como ordenar seus fluxos.

O PlanMob, por meio da elaboração de cenários e  possibilidades para o futuro, contribui para a definição de uma visão e de metas para a construção do futuro da cidade.Os impactos positivos da inclusão da bicicleta nesse processo são inúmeros, seja no âmbito econômico (redução nos custos com saúde pública e aumento da arrecadação de tributos advindos do aumento no faturamento do comércio nos locais seguros para bicicletas), social (vias mais movimentadas e mais seguras, democratização do espaço público, inclusão social), ambiental (redução da poluição) e político (melhoria da imagem da cidade diante dos cidadãos).

Texto adaptado do Guia de Referência Bicicleta nos Planos.