Esta Orientação Técnica tem o objetivo de apresentar a importância da busca de apoios e parcerias para o desenvolvimento da Campanha e instrui sobre o uso da ferramenta Mapa de Atores, visando identificar atores favoráveis ou oponentes  à Campanha. Esta OT é complementada pela OT Apoios e parcerias – 2) Como abordar e como explorar o relacionamento.

 

_______________________________________________

 

Justificativa: por que buscar apoios e parcerias?

A inclusão da bicicleta nos Planos de Mobilidade Urbana (PlanMobs) precisa ter apoio técnico e, em especial, político e social de pessoas, mesmo dentro dos governos, e instituições/movimentos, pelos seguintes motivos:

  • Para termos mais atores nos ajudando a pautar a bicicleta como uma agenda importante a ser discutida em nossas cidades
  • Para termos mais força e braços na Campanha
  • Para sensibilizarmos mais gente sobre a importância da bicicleta como parte da mobilidade urbana
  • Para que estes apoiadores e parceiros exerçam influência sobre o poder público e organismos envolvidos no PlanMob, bem como sobre outras instituições da sociedade civil, empresariais, de classe etc.
  • Porque esse processo de conhecimento e busca de novos atores – e de relacionamento com eles – também fortalece a sociedade civil local, através dessa interação e articulação dos grupos.

Lembramos que a busca de apoios e parcerias também é importante para outras ações da sua organização além da atuação em torno do PlanMob.

 

O que é o Mapa de Atores?

Uma boa forma de iniciar esse entendimento de quem está e não está do nosso lado, ou pode vir a estar do nosso lado ou contra nós, é fazendo um mapeamento de atores de forma simplificada.

O Mapa de Atores é uma ferramenta visual para identificar e relaciona os principais atores (indivíduos e instituições) que podem se envolver no tema da sua campanha, o nível de apoio de cada um deles e o poder que eles têm em relação ao seu objetivo na campanha.

 

O Mapa de Atores vale para qualquer que seja o seu objetivo na Campanha, sendo que o objetivo depende da situação do PlanMob de sua cidade:

  • Se a cidade não possui PlanMob: fazer com que a prefeitura inicie o PlanMob
  • Se a cidade está elaborando o PlanMob: obter uma boa inserção da bicicleta no PlanMob
  • Se a cidade já possui PlanMob: fazer com que a prefeitura implemente o PlanMob

 

Como fazer um Mapa de Atores?

Um trabalho em equipe

Este exercício não deve ser feito por apenas uma pessoa. Quanto mais pessoas, melhor, para reunir as diferentes visões e alternativas. Para tanto, convide pessoas da sua própria organização (Associação, coletivo) e também, se sentir confiança, membros de outras organizações.

Se houver muitas pessoas, pode-se dividir o trabalho em equipes, usando as categorizações abaixo, e, ao final, realizar a discussão no plenário para proceder uma segunda dose de análise e ajustes.

Levantamento e categorização de atores

Faça um exercício para relacionar quais atores principais sua cidade possui: empresas, instituições em geral, movimentos sociais, sindicatos, professores engajados, artistas locais de grande relevância, vereadores, profissionais autônomos, pessoas no diversos órgãos do poder executivo, colunistas sociais ou políticos da imprensa, jornalistas e outras tantas possibilidades.

Ao compor a lista, é importante incluir atores dos diversos setores sociais, tais como:

  • Organização da sociedade civil
  • Entidade de classe
  • Órgão do poder executivo
  • Órgão do poder judiciário
  • Empresa privada
  • Etc.

Também é importante, ao compor a lista, incluir atores dos diversos ramos de atuação, tais como:

  • Educação
  • Saúde
  • Mobilidade
  • Esporte
  • Planejamento
  • Etc.

Também identifique cada ator por sua relação e potencial com a bicicleta, a saber:

  • Positiva: é favorável à bicicleta – estes são os atores que precisam ser mobilizados
  • Negativa: se opõe à bicicleta – podem ser efetuadas, posteriormente, ações para neutralizar a influência negativa que exercem
  • Indiferente: não possui potencial, ou se desconhece – podem ser monitorados para avaliação sobre a melhor forma de agir

Para auxiliar na composição da lista de atores sociais locais relevantes, apresentamos abaixo duas listas, que também podem ser vistas no modo texto aqui:

  • Ramos de atuação do Setor Poder Público
  • Instituições de demais setores sociais

 

Montagem do Mapa

Após a identificação dos atores, elabore um quadro como abaixo, contendo duas linhas:

  • A horizontal representará o grau de apoio ao seu objetivo;
  • A vertical representará o grau de poder que o ator possui frente a ele.

O quadro pode ser montado de diversas formas:

  • Papel tipo flip chart ou outro, em tamanho grande para ser colado na parede, adequado para grupos grandes – neste caso, os atores serão colados com tarjetas ou tipo Post-It
  • No computador, através de programas de edição de imagens ou do tipo apresentação de Power Point, sendo possível para grupos menores

.

Distribuição e análise dos atores no Mapa

Em seguida, comece a distribuir, no Mapa, os atores previamente identificados:

  • Escolha o quadrante e a posição em relação ao apoio e ao poder. Por exemplo: o Prefeito tem muito poder e pode dar mais ou menos apoio; um colunista famoso pode ter menos poder, mas dar muito apoio
  • Analise o quanto cada um dos atores mapeados ajuda ou atrapalha a alcançar o objetivo que vocês traçaram. Seja o mais detalhado e específico possível, sem se referir aos setores, mas às suas instituições e membros. Por exemplo: “mídia”, “ministério” ou “população” são setores dentro dos quais há grupos e pessoas com visões diferentes
  • Depois que todos estiverem mapeados, é hora de fazer uma análise e pensar nas movimentações para um lado ou para o outro do quadro
  • Verifique se algum dos atores mapeados é capaz de influenciar positiva ou negativamente algum dos demais do quadro
  • Em seguida, cruze esses atores com o que você acha que sejam seus interesses. Exemplo: comerciantes podem se opor a ciclovias por retirar o estacionamento das ruas; o movimento ambientalista pode se interessar por reduzir as velocidades para 30km/h, uma vez que isso faz os automóveis emitirem menos partículas inaláveis a esta velocidade; escolas podem querer campanhas educativas; sindicatos se interessariam mais por algo que beneficie os trabalhadores

 

Uso e manutenção do Mapa

É importante, ao desenvolver a campanha Bicicleta nos Planos em sua cidade, ter em mente e visitar o Mapa constantemente – de nada adianta o trabalho se ele ficar trancado em uma gaveta. Pense no que segue:

  • Durante a atuação na campanha, novas instituições e pessoas podem surgir como importantes, então verifique em que local do Mapa eles cabem melhor e qual a relação com os demais atores
  • Da mesma maneira, o contato com os atores mapeados pode revelar que a colocação de algum deles no Mapa não estava correta, merecendo uma redistribuição do seu lugar
  • Além disso, pode-se identificar que a atuação da sua organização sobre algum ator o fez mudar de postura (de oponente passar a aliado, ou vice-versa), o que também requererá um troca do seu lugar no Mapa
  • Para revisitar o Mapa, podem ser aproveitados momentos das reuniões da sua organização. Se o Mapa estiver bem presente para todos/as, as conversas também podem ser feitas por internet.

Para definir explicitamente ações a serem executadas sobre cada ator, remetemos vocês à Orientação Técnica xxxx.

 

Para saber mais

 

 

.