Esta Orientação Técnica tem o objetivo de apresentar sugestões de ocasiões e formas de abordar pessoas e instituições relacionadas no Mapa de Atores e de propostas de ações para obter o apoio e a parceria desejadas. Esta OT é continuidade da OT Apoios e parcerias – 1) Porque e como buscar: o Mapa de Atores favoráveis e desfavoráveis.

 

_______________________________________________

 

Tipos e formas de relacionamento

Após a construção do Mapa de Atores (abordada nesta Orientação Técnica), é hora de entrar em contato com as pessoas e instituições que foram ali relacionados para tirar o máximo proveito do relacionamento pretendido.

Primeiramente, atentar para os tipos de relacionamento a se firmar com os atores mapeados:

  • Apoio: quando a proposta é para que a pessoa ou instituição abordada apoie unilateralmente as ações, causas ou participações da sua organização, sem oferecer nada em troca
  • Parceria: quando a proposta é para apoio mútuo, ou seja, para que cada instituição apoie as ações,  causas ou participações da outra e/ou para a realização de atividades conjuntamente – convém mais para relacionamento entre instituições do que entre pessoas físicas

Além disso, considere as formas de relacionamento:

  • Pontual: ocorre para um evento ou ação específica
  • Contínuo: ocorre durante todo o processo de envolvimento com o PlanMob, ou mesmo em outros envolvimentos

A definição do tipo e da forma de relacionamento a se propor e a se manter vai depender de diversos fatores, entre os quais:

  • Tempo de relacionamento entre as partes
  • Afinidade com a pauta alheia
  • Disponibilidade de benefícios a oferecer

 

Ações passíveis de apoio ou parceria

Durante a execução da Campanha Bicicleta nos Planos, diversas ações são requeridas para o alcance do objetivo, e isto está vinculado à situação de sua cidade em relação ao PlanMob.

Para tanto, visite o check-list de atividade recomendadas para a cada situação do PlanMob:

Considerando estas recomendações acima, exemplificamos abaixo algumas atividades para as quais pode ser importante receber apoio ou estabelecer parceria:

  • Manifestações em reuniões ou Audiências Públicas: os apoiadores podem fazer intervenções favoráveis à bicicleta e/ou apoiando a manifestação de sua organização
  • Apoio à inclusão da sua organização no Conselho de Mobilidade (ou similar)  ou, se já fazer parte, de apoio às propostas efetuadas por sua organização no referido Conselho
  • Subscrição de uma petição ou solicitação ao poder público
  • Subscrição a alguma Nota Pública ou tipo de manifestação similar
  • Fornecimento de algum suporte material (impressos etc.), logístico (sala, veículo etc.), humano (advogado, jornalista etc.) ou mesmo financeiro (para qualquer necessidade)
  • Recomendação a alguma personalidade importante para receberem sua organização em audiência
  • Participação em alguma ação judicial
  • Realização conjunta de eventos
  • Elaboração de pesquisas e levantamentos

 

Como e onde abordar potenciais parceiros e apoiadores

Uma vez que o tempo de todos é escasso e que, dependendo da situação e da fase em que se encontra o processo do PlanMob de sua cidade, o cronograma é curto, não é conveniente perder oportunidades.

Assim, a abordagem pode ocorrer durante os encontros comuns do processo:

  • Reuniões conjuntas com a prefeitura
  • Audiências públicas
  • Eventos realizados por outros participantes do processo

Mas também pode, e deve, ser realizado convite direto, de uma ou mais destas formas:

  • Solicitação de reunião ou encontro presencial
  • Convite para participar de algum evento promovido por sua organização

Alguns aspectos que são importantes de se atentar:

  • Apoios e parcerias não são relacionamentos abstratos, portanto seja claro sobre o que deseja ou necessita
  • Ao enviar um e-mail, tente sempre copiar mais alguém que está na Campanha com você
  • Ao receberem algum retorno positivo, divulguem! Criem uma notinha no site de vocês e/ou nas mídias sociais para mostrar aos seus seguidores que vocês têm apoio local na realização da Campanha!
  • Agradeçam o apoio ou parceria firmada, por mais que possa não ser necessário, é importante
  • Recebendo retorno negativo, avaliem se vale a pena insistir mais um pouco ou sair do campo das mídias sociais/e-mail e ir para o corpo a corpo

Para facilitar o contato, apresentamos estes dois modelos de Materiais de Apoio:

  • Modelo de Ofício de Solicitação (que pode ser adaptado para texto de e-mail)
  • Modelo de Arte de Convite

 

Utilizando espaços e momentos para participação

Nas cidades, cada qual com suas peculiaridades, presenças e ausências, temos uma série de eventos e momentos em que as políticas urbanas, dentre as quais a mobilidade, são colocadas em discussão.

Enfim, são várias as possibilidades que podemos usar para, por exemplo, dar o pontapé inicial para uma ação/projeto/campanha que vocês estejam planejando iniciar. Nesses eventos, via de regra, encontramos pessoas de lugares distintos, que vivem realidades diferentes, atentas à cidade. Nesse momento, elas podem se tornar propagadoras do que viram, podem replicar algum conteúdo da ação de vocês ou mesmo se engajar na organização, movimento ou mesmo na luta da mobilidade ativa.

Para explorar bem estes momentos, considere o que segue:

  • O momento é favorável à busca do objetivo que sua organização tem com relação às políticas públicas?
  • Quais são as rotinas institucionais-administrativas-festivas previsíveis sobre as quais é possível agirmos diretamente na sua realização, colocando a pauta da bicicleta?
  • Quais eventos, públicos ou privados, têm, de alguma maneira, relação com a bicicleta, com direito à cidade, estão no nosso radar e que temos capacidade de participar para inserir a pauta da bicicleta?

 

Espaços democráticos institucionais

Abaixo, elencamos algumas possibilidades espaços institucionais onde podem acontecer relevantes discussões sobre a mobilidade ativa em seu município.

Destacamos que é importante participar e intervir nestes espaços para:

  • Promoção a bicicleta de forma geral
  • Tornar-se reconhecido no cenário político local
  • Busca de apoios e parcerias

.

Outros espaços e momentos

As cidades são organismos vivos e pulsantes. Nelas, acontecem muitas coisas que nem sempre temos conhecimento, e que podem ser explorados:

  • Aniversário da cidade
  • Eleição de um conselho importante
  • Festas religiosas, gastronômicas, culturais etc.
  • Inauguração de alguma obra pública
  • Congressos e feiras comerciais e empresariais

Nestes espaços, a depender da programação, as organizações podem propor participação de algum tipo, como palestras, oficinas, intervenções educativas ou simplesmente fazer panfletagens e o tradicional corpo a corpo.

 

Realizando o próprio evento

Caso a organização tenha capacidade (logística, humana, financeira etc.) de realizar um evento, sozinho ou em parceria, trata-se de uma excelente oportunidade para alcançar estes objetivos:

  • Tornar a organização reconhecida na sociedade
  • Fortalecer institucional, técnica e politicamente a organização
  • Demonstrar força e capacidade de articulação, mobilização e influência pública
  • Angariar apoios e parcerias necessárias

Dentre os tipos de eventos possíveis, adaptados à necessidade e capacidade, destacamos:

  • Oficina ou workshop: evento onde se discute e se instrui sobre formas e  metodologias de participação, geralmente com dados, estudos e informações, podendo ocorrer em mais de um dia
  • Seminário ou Fórum: evento com exposições e debates de diversos convidados, no qual se pode – ou se deve! – elaborar pronunciamentos finais, propostas ou encaminhamentos de ações futuras, podendo ocorrer em mais de um dia
  • Rodas de Conversa: evento mais simples, de menor envergadura e duração (um período), com debates a partir de temas geradores e com resultados abertos à decisão dos participantes

Para conhecer casos de eventos organizados pelas Organizações Locais participantes da Campanha, acesse a página de Experiências Exitosas.

 

Como explorar o relacionamento

Após o contato efetuado com as pessoas e instituições mapeadas como apoiadores ou parceiros, é chegada a hora de executar os termos desse relacionamento.

Em geral, a abordagem para solicitar apoio ou oferecer parceria já é feita com uma proposta concreta, ou seja, referindo-se explicitamente ao objeto pretendido.

Mesmo que o objeto do apoio tenha se esgotado (exemplo: a carta de apoio foi assinada, o evento foi realizado etc.), é conveniente explorar no que for possível o relacionamento, seja durante o envolvimento com o PlanMob, seja em outras atuações.

Para tirar  o máximo proveito do relacionamento, considere o que segue:

  • Nos encontros com os atores sociais, fazer fotos e micro textos explicando a situação para publicação nas redes sociais
  • A depender do nível de poder desse ator, comunicar o resultado do encontro à imprensa
  • Marcar os novos parceiros nas postagens das redes sociais
  • No decorrer do relacionamento com os apoiadores e parceiros, fazer uma releitura do cenário, inclusive para eventuais mudanças no Mapa de Atores
  • Identifique previamente possíveis ações a desempenhar sobre cada ator ou conjunto de atores mapeados, para chegar na hora da conversa com argumentos sólidos e para a conversa fluir bem
  • Pense em processos, táticas e ações que vocês imaginam serem importantes de serem realizadas ao longo da execução da campanha Bicicleta nos Planos na sua cidade e o papel que cada ator parceiro ou apoiador pode desempenhar
  • Apresente propostas claras e concretas sobre e para o quê precisam de apoio
  • A cada novo evento, atividade ou participação que sua organização realizará, visite o Mapa de Atores para verificar qual ator pode ser importante de ser mobilizado
  • Após cada evento, atividade ou manifestação para o qual sua organização recebeu apoio, envie agradecimento formal ou publique nas redes sociais – os apoiadores vão gostar deste gesto

 

Para saber mais

 

  .